quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Um dia de gato

O saco de lixo rasgado, certamente por outros animais maiores, servia agora de mesa posta para um gato pequeno que tentava encontrar algo que lhe saciasse a fome. Pequeno em relação a rua, a mim e a sua fome o gatinho lutava para mastigar seu "sei lá o que" numa paciência que a esperança de ter a fome saciada lhe impunha ou mesmo a falta de força numa mandíbula tão nova ainda tinha que tinha que triturar algo que não era o leite materno. A figura daquele pequeno gato despertou em mim um sentimento de dó pela figura da necessidade imposta tão cedo na vida.