domingo, 15 de janeiro de 2017

Mente desocupada, nunca!

Mente desocupada, oficina do Diabo,  já diziam os mais velhos para os mais novos.

Lembrei desse ditado hoje quando sai com meus amigos para pedalar.

Sempre que saio levo comigo meu celular e ajusto o GPS e um aplicativo que através do Global Position Sistem mede a distância e o tempo do percurso.

Três quilômetros depois da partida percebi que não tinha ajustado meu GPS. Parei e ajustei e segui nos convidativos estradões de terra batida e ladeado de mata e poucas casas de minha cidade.

Conversávamos eu e meus parceiros enquanto sócavamos o pedal e investiamos nas risadas. O celular no bolso e eu certo de que tudo estava sendo gravado: tempo e distância.

Num belo lugar no alto de um morro que já tínhamos subido vários calombos olhei o celular e vi que não acionei a opção 'gravar atividade '.

Ou seja,  tudo que de bom aconteceu nesse animado e prazeroso percurso ficou gravado na minha mente.

Agora minha mente está ocupada de boas recordações. Não é mais oficina para os diabos.