quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Confissão

Minha querida
Meu amor por você não é como
O de Romeu e Julieta

Eu não tenho a coragem deles
Tirar minha vida dizendo que é por amor

Talvez eu seja um fraco
Talvez eu seja um covarde
Não me ponha em teste

Quero mesmo que você
Me tenha por sábio

Portanto, quero convidar você
A morrermos juntos aos poucos
No correr dos anos
E que sejam muitos os anos
Até que cheguemos ao fim
E em cada dia espero ter você
Por muitos anos junto de mim

Viver junto de você
Aí, sim, eu tenho coragem
Quero provar meu amor assim

Querida e se os dias puderem
Não acabar tanto melhor
Tanto melhor pra nós
Tanto melhor pra mim